O caminho não escolhido - Robert Frost


O caminho não escolhido

Num bosque amarelo dois caminhos se separavam,
E lamentando não poder seguir os dois
E sendo apenas um viajante, fiquei muito tempo parado
E olhei pra um deles tão distante quanto pude
Até que se perdia na mata;

Então segui o outro, como sendo mais merecedor.
E vendo talvez melhor direito.
Porque coberto de mato e querendo uso
Embora os que passaram por lá
Os tenham percorrido de igual forma,
E ambos ficaram essa manhã
Com folhas que passo nenhum pisou.

Oh, guardei o primeiro para outro dia!
Embora sabendo como um caminho leva pra longe,
Duvidasse que algum dia voltasse novamente.

Direi isso suspirando
Em algum lugar, daqui a muito e muito tempo:
Dois caminhos se separaram em um bosque e eu...

Eu escolhi o menos percorrido
E isso fez toda a diferença.

Robert Frost, 1916

      Não tenho a intenção aqui de filosofar sobre caminho largo ou estreito, escolhas boas e escolhas ruins, somente quero propor uma reflexão sobre nosso pensamento em meio a uma sociedade corrompida.
      Será que nos posicionamos como Deus deseja?
      Muitas vezes percebo que a igreja, de um modo geral, não quer ficar de fora da "modernidade". Nós, cristãos, por vários motivos somos levados a agir como qualquer outra pessoa que não possui a marca de Cristo.
      Precisamos nos lembrar que Deus colocou em nós o seu Espírito Santo  e os deu uma missão (nada fácil) que é espalhar o seu amor e perdão. Como servos seus, devemos ser os primeiros a amar e perdoar, isto além de qualquer limitação que possa existir em nosso ser. É isso mesmo! Devemos superar todo e qualquer impedimento, mágoa, dor e amar e perdoar a despeito de tudo! Sem querer vingança, dar o troco, mostrar-se insensível... Apenas amar e perdoar...
      Pense bem, será que não é este caminho menos percorrido?




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Produza pérola

Se não quiser adoecer... Dr. Drauzio Varella

A ponte do perdão