DESTRONANDO A IRA




     "A ira do homem não opera a justiça de Deus"... Isso eu já aprendi na teoria e, como fica na prática?
     Foi uma das melhores experiências que já passei na vida, doeu e curou ao mesmo tempo. Com isso aprendi na prática que podemos dominar sim nossos impulsos e comportamento.
     Tudo começou com um evento, já estava marcado há semanas na agenda e estava tudo certo para eu, meu esposo e meus filhos participarem. Pela manhã, ajeitei tudo que era necessário, fui ao salão, preparei roupa, enfim, o dia todo voltado para o tal evento. No entanto, como era uma homenagem para meu marido e o grupo que iria homenageá-lo era exclusivo de homens, surgiu uma dúvida exatamente faltando três horas para o início... E para piorar a situação, meu marido estava sem sinal no celular, ou seja, sem nenhuma condição para tirar minha dúvida de última hora...
     Entrei em contato com algumas pessoas e nenhuma resposta ( o interessante também foi que todos os celulares estavam desligados ou fora de área -  momento em que concluímos que Deus quer falar alguma coisa conosco ...). Sem sucesso, esperei, quase pronta pela comunicação e decisão de meu esposo.
     É claro que para uma mulher esperar "quase pronta" é a mesma coisa que pronta, pois faltaria apenas vestir o vestido e calçar os sapatos...
     O que eu precisava era de uma solução para meu problema: Deveria ir a um local no qual só haveria homens  ou eu não seria a única naquele lugar? Meu marido deveria ter esta solução e me tranquilizaria. Uma hora faltando para início, meu marido conseguiu entrar em contato e busquei a solução para o meu problema.
     A minha decepção foi ouvir dele que ele não sabia de absolutamente nada, não sabia a quem perguntar e que não achava  adequado ligar tão em cima da hora para perguntar. Minha decisão (e dele também) foi a de ficar em casa. Fiquei e, é claro, muito chateada, porque queria estar presente...
     Meia hora após sair de casa, meu amado marido ligou-me somente para dizer que havia diversas mulheres (inclusive amigas chegadas) e que todos perguntaram por mim... Nesse momento, disse um seco "já sabia disso!" e desliguei o telefone.
     A ira chegou naquele momento, ela veio de jatinho e se colocou ao meu lado, cochichando em meu ouvido diversas coisas. O sangue esquentou, a cabeça doeu, os dentes rangiam em  minha boca... O que Jesus disse para não fazer , eu estava fazendo... Dei lugar à ira!
     Eu falava comigo mesma, ensaiava meu discurso, gesticulava, balançava a cabeça com arrogância criticando e reclamando da atitude de meu marido....
     Mas como Deus é misericordioso  e seu amor não tem fim, percebi naquela hora que deveria travar uma guerra com a IRA e destroná-la. Não poderia travar uma guerra em minha casa, com meu esposo, pois essas questões deveriam ter sido esclarecidas antes do evento e nunca no dia, faltando três horas... A culpa de todo mal entendido era minha! Como isso era difícil aceitar, mais fácil seria culpá-lo por não ter ligado para alguém, culpá-lo por .....
     Decidi naquele momento procurar uma palavra que pudesse me acalmar, e nada melhor do que uma pregação sobre a IRA. Confesso que não me lembro muito bem de todas as palavras do pastor naquela mensagem do ano de 2008, mas ouvir mais uma vez foi permitindo o Espírito Santo destronar toda ira que havia em mim, depois de orar pedindo perdão a Deus e me colocar na posição de culpada, pedi a Ele que expulsasse e limpasse meu coração de todo  e qualquer resquício de ira, rancor ou raiva.
    Não é de nós, mas somente com a ajuda do Espírito Santo conseguimos vencer nossas batalhas. Batalhas que  muitas vezes nós mesmas organizamos por descuido, falta de informação ...
     Não permita que a ira encontre um trono em seu coração e depois consuma você, não permita que um sentimento tão ruim controle seus atos. Peça ajuda ao Espírito Santo de Deus e creia que Deus o colocará no controle novamente.
Deus o abençoe.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Produza pérola

Se não quiser adoecer... Dr. Drauzio Varella

A ponte do perdão